Em atendimento à legislação eleitoral, os demais conteúdos deste site ficarão
indisponíveis de 2 de julho de 2022 até o final da eleição estadual em São Paulo.

Temporada 2022
agosto
s t q q s s d
<agosto>
segterquaquisexsábdom
25262728293031
12 3 4 5 67
8 9 10 11 12 13 14
151617 18 19 20 21
222324 25 26 2728
2930311234
jan fev mar abr
mai jun jul ago
set out nov dez
PRAÇA JÚLIO PRESTES, Nº 16
01218 020 | SÃO PAULO - SP
+55 11 3367 9500
SEG A SEX – DAS 9h ÀS 18h
  • 2022 SSP 20 Osesp
  • 2022 | Osesp e SPDC Osesp
CORO DA OSESP SE APRESENTA EM CINCO ESPAÇOS DE SÃO PAULO

Em agosto e novembro, o Coro da Osesp se apresenta em cinco espaços da capital paulista. O programa percorre o repertório coral das Américas. Tem início nos Estados Unidos, com O Magnum Mysterium de Morten Lauridsen; depois desce para Cuba com Cántico de Celebración de Leo Brouwer; e para Venezuela com Magnificat-Gloria de Alberto Grau. Da Argentina, a música do mestre Astor Piazolla, com Fuego y Misterio. Do Brasil haverá peças de quatro representantes: Heitor Villa-Lobos, Francisco Mignone, Aylton Escobar e Ronaldo Miranda.


Todas as apresentações são gratuitas e as entradas ocorrem a partir de 30 minutos antes do início da apresentação, limitadas às capacidades máximas dos espaços.

 

Para mais informações, acesse AQUI a página de cada concerto.

 

PROGRAMAÇÃO

 

9/ago ter 18h30 | Catedral Anglicana da Santíssima Trindade

10/ago qua 19h | Catedral Metropolitana Ortodoxa

11/ago qui 20h | Igreja Presbiteriana Jardim das Oliveiras

12/ago sex 16h  | Catedral da Sé

19/nov sáb 20h30 | Clube Hebraica

 

CORO DA OSESP

WILLIAM COELHO

LAURIDSEN | O Magnum Mysterium

BROUWER | Cántico de Celebración

GRAU | Magnificat-Gloria

PIAZZOLLA | Fuga y Misterio

VILLA-LOBOS | Bachianas Brasileiras nº 9

MIGNONE | Cateretê

ESCOBAR | Sabiá, Coração de uma Viola

MIRANDA | Suíte Nordestina

 

 

A OSESP E A SÃO PAULO CIA. DE DANÇA SE APRESENTAM JUNTAS EM SETEMBRO

A Osesp e a São Paulo Cia. de Dança estarão juntas no palco da Sala São Paulo em setembro! Celebrando os 100 anos da Semana de Arte Moderna, o espetáculo “Noite Villa-Lobos” será inteiramente dedicado ao mais modernista dos compositores brasileiros. Com a nossa Orquestra, sob regência de Roberto Tibiriçá, a SPCD apresenta duas coreografias. De Miriam Druwe, teremos Di, inspirada nas telas de Di Cavalcanti e em diálogo com o Choros nº 6.  A segunda delas é do carioca Juliano Nunes, feita especialmente para a ocasião, e tem como trilha a Bachianas Brasileiras nº 8 — consagrado em palcos internacionais, será a estreia de Juliano criando para uma companhia brasileira. O programa também conta com o Choros nº 4, tocado por Luiz Garcia, José Costa Filho e Luciano Amaral (trompas) e Darrin Coleman Milling (trombone baixo), e o Choros nº 5 – Alma Brasileira, interpretado pela pianista Olga Kopylova. Os ingressos já estão disponíveis AQUI.

 

🎼 Noite Villa-Lobos: Osesp, Roberto Tibiriçá (regente) e São Paulo Cia. de Dança

⏰📆 15, 16, 17 e 18 de setembro (quinta e sexta às 20h30, sábado às 16h30 e domingo às 18h)

🗺️ Sala São Paulo (Praça Júlio Prestes, 16)

🎟️ Ingressos: R$ 50 a R$ 230 (valores inteiros). Garanta o seu AQUI.

GARANTA SEU INGRESSO PARA A FIP JAZZ

O piano solo vai para o centro do palco da Sala São Paulo em uma série de 10 apresentações, cinco delas com música clássica e outras cinco dedicadas ao jazz, novidade neste ano de 2022 da Osesp. A Festa Internacional do Piano – FIP começa em abril e vai até novembro.


A venda de ingressos avulsos para a FIP Jazz começa no dia 5 de abril. Você pode comprar online AQUI ou no telefone (11) 3777-9721 – de segunda a sexta das 12h às 18h (exceto feriados e emendas).

 

PROGRAMAÇÃO FIP JAZZ

 

16/abril, sábado, às 20h30
MAKOTO OZONE

 

13/agosto, sábado, às 20h30
GONZALO RUBALCABA

 

24/setembro, sábado, às 20h30
KEVIN HAYS

 

8/outubro, sábado, às 20h30
ANDRÉ MEHMARI

 

12/novembro, sábado 20h30
PABLO ZIEGLER
 

CHOROS VOL. 2 GANHOU CINCO ESTRELAS DA REVISTA AUSTRALIANA LIMELIGHT

Choros Vol. 2 ganhou mais uma avaliação, agora na revista Limelight. São cinco estrelas (de cinco) ao álbum dedicado a obras concertantes de Camargo Guarnieri. Gravado em 2020, traz a Osesp, regida por Roberto Tibiriçá, na companhia de quatro solistas, cada um executando um dos Choros para seu instrumento. O lançamento apresenta ainda a camerística "Flor de Tremembé".

 

Confira a crítica de Phillip Scott na revista:

 

Choros Vol. 2

Camargo Guarnieri [1907-1993]

Flor de Tremembé – Choro para Instrumentos Solistas e Percussão

Ovanir Buosi (clarinete), Horácio Schaefer (viola), Matias de Oliveira Pinto (violoncelo), Olga Kopylova (piano), Orquestra Sinfônica do Estado de São Paulo, Roberto Tibiriçá. Naxos. 2020-2021. Duração: 1h10’. Técnica: 4,5/5

 

Este lançamento, o segundo de dois, contém os Choros de Guarnieri para clarinete (1956), piano (1956), violoncelo (1961) e viola (1975). Todos os quatro abundam em passagens dançantes de alto astral com ritmos latinos sincopados, alternando com música de lirismo pastoral, e geralmente terminam numa atmosfera festiva e carnavalesca.

 

O par posterior, para cordas, é um pouco mais modernista: o compositor chega a empregar uma fileira de 12 tons no concerto para viola, mas sua leveza de toque e exuberância brasileira não são afetadas (Guarnieri odiava música de 12 tons e escreveu artigos sobre o quão não-natural ele a achava – então compôs algumas para provar que podia!). O programa também contém um trabalho inicial para orquestra de câmara, Flor de Tremembé (1937), que é jazzístico com ecos de Gershwin.

 

O disco é ainda mais divertido que o Volume 1. Os músicos estão totalmente em casa com o idioma de Guarnieri: os andamentos de Roberto Tibiriçá são pontuais, os solistas são ótimos, o som de primeira. Este Choros para Clarinete deveriam ser tão populares quanto o Concerto para Clarinete de Copland (que, aliás, foi amigo e benfeitor do compositor nos EUA).

 

Confira a crítica na íntegra AQUI.

RESERVE SEU TÁXI DE VOLTA PARA CASA
Quando for assistir a um concerto por aqui, não se esqueça de agendar a volta para casa! A Sala São Paulo conta com uma parceria exclusiva com a empresa Use Táxi e, antes do início do espetáculo, ou durante o intervalo, você pode reservar o seu táxi de retorno. Basta se dirigir ao funcionário da Use Táxi, localizado no Boulevard de entrada (piso térreo), e agendar a sua corrida. Ao final do concerto, para agilizar o fluxo de saída, os táxis ficam perfilados na mesma faixa de desembarque, mas no sentido inverso ao da entrada.
 
Governo do Estado de SP