PRAÇA JÚLIO PRESTES, Nº 16
01218 020 | SÃO PAULO - SP
+55 11 3367 9500
SEG A SEX – DAS 9h ÀS 18h
  • 2020 | SSP Digital na Osesp
SALA SÃO PAULO DIGITAL: OSESP APRESENTA OBRAS DE CASULANA, L. BOULANGER E BEETHOVEN

Sete domingos depois, chegamos ao fim da série Concerto Digital Osesp Personnalité relembrando o música que fizemos em 8 de março de 2017. Naquela noite, o público lotou a Sala São Paulo para ouvir a Nona Sinfonia de Beethoven – com nossa Orquestra, Coros, solistas e Marin Alsop –, e quase 52 mil pessoas nos acompanharam virtualmente. Na primeira parte do programa, o Coro da Osesp, sob regência de Valentina Peleggi, apresentou obras de Maddalena Casulana e Lili Boulanger, em homenagem ao Dia Internacional das Mulheres. A reestreia acontece neste domingo, 24 de maio, às 19h, no YouTube e no Facebook.

 

 

Coro da Osesp
Valentina Peleggi regente

 

Maddalena CASULANA |  Morir non può il mio cuore

Lili BOULANGER | Hymne au Soleil

 

Orquestra Sinfônica do Estado de São Paulo – Osesp

Coro da Osesp

Coral Lírico Paulista

Coro Acadêmico da Osesp

Marin Alsop regente

Camila Titinger soprano

Luisa Francesconi mezzo soprano

Paulo Mandarino tenor

Leonardo Neiva barítono

 

Ludwig van BEETHOVEN | Sinfonia nº 9 em Ré Menor, Op. 125 – Coral

I. Allegro ma non troppo, un poco maestoso

II. Molto vivace

III. Adagio molto e cantabile

IV. Finale


[Transmissão ao vivo realizada no dia 8 de março de 2017.]

 

Confira as notas de programa em https://bit.ly/ssp-digital-notas-2017

 

A Sala São Paulo Digital é uma realização da Fundação Osesp e do Governo do Estado de São Paulo, por intermédio da Secretaria de Cultura e Economia Criativa. A série Concerto Digital Osesp é patrocinada pelo Itaú Personnalité por meio da Lei de Incentivo Federal da Secretaria Especial da Cultura, Ministério da Cidadania e Governo Federal.

OSESP APRESENTA: "O TRENZINHO DO CAIPIRA", DE HEITOR VILLA-LOBOS

 

Villa-Lobos compôs o ciclo de nove Bachianas Brasileiras nas décadas de 1930 e 1940. Ele mesmo dizia que sua intenção era “universalizar a música de Bach através do folclore”. Muitas delas se tornaram parte incontornável do repertório. Em boa medida, definem o que pode ser a música brasileira de concerto – aos olhos do mundo e de nós mesmos.

 

O “Trenzinho do Caipira”, das Bachianas nº 2, toca num nervo de nossa identidade mais funda. Ao mesmo tempo arcaica (o caipira) e moderna (o trem), nos faz vibrar com a ideia de uma cultura brasileira, calcada na tradição e no conhecimento, mas também na experiência popular.

 

Villa-Lobos, desde sempre, tem sido um mestre-pai-irmão-amigo de todos nós. Sua música faz parte da história da Osesp, jamais deixará de estar presente nos concertos. E não dá para tocar essa música sem lembrar que estamos na antiga Estação Sorocabana, hoje Sala São Paulo, e ao lado da Estação Júlio Prestes. O "Trenzinho” é um verdadeiro emblema sonoro da Orquestra e da Sala.

 

Interpretado pelos músicos da Casa, cada um na sua casa, regidos à distância por Thierry Fischer, ele vai aqui, em especial, para todos os profissionais na linha de frente do combate à Covid-19 e, também, como expressão de solidariedade e conforto, para todos que sofrem a angústia de ter parentes e amigos isolados em tratamento hospitalar, e todos que perderam entes queridos durante a pandemia. Estamos juntos neste momento. É isso, também, o que nos diz a música de Villa-Lobos, ressoando como nunca no coração de cada um de nós.

 

Arthur Nestrovski (Diretor Artístico) e Marcelo Lopes (Diretor Executivo)
Fundação Osesp

MENSAGENS DOS NOSSOS DIRETORES, ARTHUR NESTROVSKI E MARCELO LOPES

Caro(a) amigo(a),

 

Esperamos que se encontre bem. Completamos agora a terceira semana da paralisação das nossas atividades, seguindo orientações das autoridades públicas de saúde. Aqui na Fundação Osesp estamos em trabalho remoto, e as rotinas continuam com o mesmo ritmo anterior. Nossa Sala São Paulo tem passado por revisões de sistemas e algumas intervenções de manutenção. Tudo para garantir que, na volta, tenhamos um ambiente confortável e seguro para você. O mais importante é que nossos músicos e demais funcionários estão todos em segurança e não temos notícias de ocorrências relevantes.

 

Estamos trabalhando agora na preparação do retorno às atividades em horizontes que variam entre 90 e 120 dias. Como prometido em nosso comunicado anterior, avançamos muito na reestruturação da Temporada Osesp, de forma que já temos novas datas definidas para todos os concertos. É importante ressaltar que, nesse cenário, as atividades de 2020 se estenderão aos meses de janeiro e fevereiro de 2021. A Temporada ajustada será publicada no site assim que tivermos permissão das autoridades para retomarmos os concertos. Pedimos que aguarde, manteremos contato.

 

Nossos bancos de dados e sistemas estão sendo atualizados, e, em breve, poderemos enviar comunicados individuais e específicos sobre cada série e/ou apresentação. Os seus cartões de assinatura e/ou ingressos avulsos não precisarão ser alterados ou trocados, pois serão automaticamente válidos para as novas datas.

 

No vídeo abaixo, nosso Diretor Artístico, Arthur Nestrovski, explica o trabalho de revisão da Temporada. Você vai gostar de assisti-lo. Confira a programação da Sala São Paulo Digital (http://salasaopaulo.art.br/digital), assim poderemos seguir próximos, ainda que em casa.

 

Cordialmente,


Marcelo Lopes
Diretor Executivo da Fundação Osesp

 

 

 

ATENDIMENTO FUNDAÇÃO OSESP
APLICATIVO DA OSESP

Tenha a Osesp na palma da sua mão. Conheça o nosso aplicativo, plataforma gratuita onde você encontra a programação completa da Temporada e pode adquirir ingressos para os concertos, além de conectar-se com diversos conteúdos, como vídeos e álbuns. Através dele ainda é possível apoiar os projetos educacionais que desenvolvemos. Se você é assinante, o aplicativo dá acesso direto ao banco de ingressos.

 

Baixe agora mesmo na App Store ou no Google Play.