PRÓXIMOS CONCERTOS
PRAÇA JÚLIO PRESTES, Nº 16
01218 020 | SÃO PAULO - SP
+55 11 3367 9500
  • Turnê China 2019
  • Todos Juntos - Uma Ode Global à Alegria
  • Temporada 2019
UMA ODE GLOBAL À ALEGRIA

E se reimaginássemos a Nona de Beethoven para o século XXI, transformando-a em um novo apelo por alegria, justiça, igualdade? Esse foi o desafio apresentado pelo Carnegie Hall a nós e a outras oito orquestras ao redor do mundo, como parte do projeto "Todos Juntos: Uma Ode Global à Alegria”. As participantes criarão sua própria versão para a Ode à Alegria de Schiller, no último movimento da Sinfonia, que também terá diálogos musicais com cada cultura. “No nosso caso, a Nona chega na moldura de um anônimo canto de capoeira da Bahia, conhecido como Navio Negreiro, tramando conversas com um trecho de uma abertura de Paulo Costa Lima, Cabinda – Nós Somos Pretos (encomenda da Osesp, em 2015). Conversa também com um adágio para cordas encomendado a Clarice Assad, que por sua vez alude ao tema de Alegria, Alegria, de Caetano Veloso – antológica canção que reage ao arbítrio, em todas as suas formas. A mesma canção também é motivo de uma breve referência na ‘Ode’ em português, em minha tradução’, conta Arthur Nestrovski, nosso Diretor Artístico.

 

O pontapé inicial dessa “Ode Global à Alegria" acontece aqui, em dezembro deste ano, marcando também o começo das celebrações dos 250 anos de Beethoven, em 2020. Além da Osesp, participam a National Youth Orchestra of Great Britain, as sinfônicas de Baltimore, de Sydney, da Nova Zelândia e da Rádio de Viena, as filarmônicas Kwazulu-Natal e de Joanesburgo, e uma orquestra jovem reunida pelo próprio Carnegie Hall, em Nova York – todas regidas por Marin Alsop, que idealizou o projeto juntamente ao Weill Music Institute do Carnegie Hall. “A 'Ode à Alegria' estimula cada um a se levantar e afirmar seu valor neste mundo. Seu sentido essencial é acreditar em nossa força como seres humanos”, diz Marin. “Todos se sentirão unidos por essa experiência. E creio que esse é o elemento mais importante – por meio desse projeto vamos reunir diversas comunidades, e comunidades que normalmente não trabalham juntas.”

 

Como será que "O Freunde, nicht diese Töne!” será entoado em nossa língua? O resultado você poderá assistir nos dias 12, 13 e 14 de dezembro na Sala São Paulo e no dia 15, encerrando a Temporada 2019, em um concerto no vão livre do Masp.

 

OUTROS MOMENTOS DE ALEGRIA DURANTE A TEMPORADA

Ao longo de 2019, os quase trinta mil estudantes e professores que frequentam ensaios da Osesp e concertos didáticos na Sala São Paulo terão aulas sobre a Nona, a “Ode à Alegria” e a história da escravidão no Brasil. “A presença dos cantores do Coro Acadêmico da Osesp e do Coral Jovem do Estado, lado a lado com o Coro da Osesp, nos concertos de dezembro, servirá de emblema do amplo trabalho de educação associado ao projeto e que é tão importante quanto a música ela mesma.