Temporada 2018
abril
s t q q s s d
<abril>
segterquaquisexsábdom
262728293031 1
234 5 6 7 8
9 1011 12 13 14 15
161718 19 20 21 22
232425 26 27 2829
30123456
jan fev mar abr
mai jun jul ago
set out nov dez
PRAÇA JÚLIO PRESTES, Nº 16
01218 020 | SÃO PAULO - SP
+55 11 3367 9500
  • Temporada 2018 Estático
TV CULTURA EXIBE CONCERTO DE ABERTURA DA TEMPORADA OSESP NESTE SÁBADO

O programa Clássicos, da TV Cultura, transmite neste sábado (21/abr), às 22h, o concerto de abertura da Temporada Osesp 2018. Sob a batuta da regente titular, Marin Alsop, a Orquestra interpreta a Sinfonia nº 7 em Mi Menor, de Gustav Mahler, apresentada no começo de março, na Sala São Paulo.

 

Segundo a diretora da Orquestra Barroca da UNIRIO, Laura Rónai, a Sinfonia nº 7 continua sendo ainda hoje a obra mais polêmica do compositor. “Longa, ambiciosa, audaciosa (...), revolucionária exploração de sonoridades, movimentos aparentemente desconexos (apesar de uma simetria geral que organiza a estrutura), não é peça fácil, que agrada de imediato.”

 

Ela explica que, embora as sinfonias de Mahler que a precedem tenham um programa relativamente simples de seguir, a 7ª não conta uma história linear, e exige do ouvinte imaginação e concentração. Contudo, de acordo com a diretora, para nós, que vivemos em uma época que valoriza a fragmentação e a simultaneidade, talvez “a própria falta de homogeneidade e o excesso de informações constituam atrativo especial”.

O programa Clássicos, exibe semanalmente grandes concertos ou produções documentais sobre algum aspecto da música. Conhecedor ou não da linguagem musical, o telespectador entra em contato com as mais importantes orquestras do mundo, sempre dirigidas por maestros famosos e com solistas renomados.

CONCERTO DIGITAL EM 360º E REALIDADE VIRTUAL

A Osesp fez sua primeira transmissão ao vivo da Temporada 2018, direto da Sala São Paulo no dia 22 de março.

 

A partir desta Temporada, o Concerto Digital conta com a tecnologia de 360º e Realidade Virtual. O espectador pode navegar livremente pela cena, utilizando o cursor, a tela touch ou os óculos especiais para Realidade Virtual, e assistir ao concerto de maneira única, imersiva, ao lado dos músicos e em lugares onde seria impossível até mesmo para uma câmera convencional.


O programa, regido pela nossa Titular e Diretora Musical, Marin Alsop, teve no repertório obras de Beethoven e contou com a participação do pianista Nikolai Lugansky.

 

A transmissão ao vivo foi simultânea aqui e nos canais oficiais da Osesp no Facebook e Youtube e as gravações continuam disponíveis para quem perdeu ou quiser rever.

 

Confira mais detalhes do programa aqui.

FUNDAÇÃO OSESP ADERE À CAMPANHA “CULTURA GERA FUTURO”

A Fundação Osesp é uma das entidades que se comprometeram a apoiar à campanha Cultura gera Futuro, promovida pelo Ministério da Cultura (MinC). Em suas ações, o projeto pretende mobilizar toda a produtividade do setor cultural do país.

 

Um país vocacionado para as atividades criativas: esse é o Brasil retratado na campanha. Por meio de diferentes meios de comunicação, o Ministério da Cultura buscará mobilizar a sociedade em torno do tema, que apresenta a Cultura como ativo de imenso potencial: gera emprego, renda e inclusão social, e tem papel fundamental na promoção de um desenvolvimento mais justo e sustentável.

 

A campanha chama a atenção para o fato de que, além da dimensão simbólica e do impacto na constituição da identidade nacional, na formação do capital humano e no estímulo à diversidade e à tolerância, a cultura é um setor estratégico da economia de qualquer país.

 

O setor cultural e criativo tem hoje um impacto significativo na economia e grande potencial de contribuir ainda mais para o desenvolvimento socioeconômico brasileiro. As atividades criativas respondem por 2,64% do PIB do Brasil, colocando-se entre os dez maiores setores econômicos do país. Com 200 mil empresas e instituições, o setor gera cerca de um milhão de empregos diretos. Além disso, estudos apontam um crescimento médio das atividades criativas de 4,6% ao ano – mais do que o dobro da previsão de crescimento da economia brasileira.

 

Nesse contexto, os mecanismos de fomento do setor cultural, especialmente a Lei Rouanet, assumem papel estratégico não apenas como propulsores do segmento criativo, mas como instrumentos de desenvolvimento econômico do país.

Um dos grandes destaques da campanha é o site #CulturaGeraFuturo, voltado para o tema da economia criativa no Brasil, com notícias, histórias de quem faz cultura no Brasil, agenda de eventos e cursos. Lá é possível conferir o vídeo do nosso Diretor Executivo, Marcelo Lopes.

 

As pessoas também podem acompanhar a campanha por meio de perfis no Facebook, Twitter e Instagram.