PRÓXIMOS CONCERTOS
Ludwig van BEETHOVEN
Sinfonia nº 9 em Ré Menor, Op. 125 - Coral: 1º Movimento
Clarice ASSAD
Transição [Encomenda | Estreia Mundial]
Paulo Costa LIMA
Cabinda: Nós Somos Pretos - Abertura Sinfônica, Op. 104: Ô Zaziê
Ludwig van BEETHOVEN
Sinfonia nº 9 em Ré Menor, Op. 125 - Coral: 2º Movimento
Clarice ASSAD
Transição: Alegria, Alegria [Encomenda | Estreia Mundial]
Ludwig van BEETHOVEN
Sinfonia nº 9 em Ré Menor, Op. 125 - Coral: 3º e 4º Movimentos
Antonín DVORÁK
Concerto Para Violino em Lá Menor, Op.53: Allegro ma non troppo
Johann Sebastian BACH
Sonata para Oboé em Sol Menor, BWV 1030b
Camille SAINT-SAËNS
Sonata para Fagote e Piano em Sol Maior, Op.168
Ludwig van BEETHOVEN
Sonata para Trompa e Piano, Op. 17: Allegro moderato
Felix MENDELSSOHN-BARTHOLDY
Concerto nº 2 Para Violino em Mi Menor, Op.64: Allegro, Molto Appassionato
Henri DUTILLEUX
Sonatina Para Flauta e Piano
Steven FRANK
Variações sobre "Barnacle Bill, o Marinheiro"
Claudio SANTORO
Fantasia Sul América
Toccata (Versa~o de 1954)
Carl NIELSEN
Concerto para Flauta: Allegro moderato
Alexander ARUTIUNIAN
Concerto para Trompete em La´ Bemol Maior [Excertos]
Bernhard KROL
Capriccio da Câmera para Trombone e Sete Instrumentos, Op. 35
PRAÇA JÚLIO PRESTES, Nº 16
01218 020 | SÃO PAULO - SP
+55 11 3367 9500
SEG A SEX – DAS 9h ÀS 18h
Temporada 2020

Meu caro Luís, que vens fazer nesta hora
de antimúsica pelo mundo afora?

[...]

que vens fazer, do longe de dois séculos,

escuro Luís, Luís luminoso,

em nosso tempo de compromisso e omisso?

 

Carlos Drummond de Andrade, “Beethoven” (As Impurezas do Branco, 1973)

 

Meio século depois, e chegando aos 250 anos de nascimento do compositor, só se torna mais urgente, dia após dia, escutar Beethoven.

 

______________________________

 

“Difícil de descrever, fácil de reconhecer, impossível de resistir.” É assim que Arthur Nestrovski, diretor artístico da Osesp, se refere ao sentido mais fundo da obra de Ludwig van Beethoven, considerado por muitos um dos mais – senão “o” mais – relevantes compositores da história da música ocidental. Não é à toa que o tema da nossa Temporada 2020 será a comemoração dos 250 anos de seu nascimento. Ao longo dos 132 concertos programados para o próximo ano (sinfônicos, de câmara e do Coro da Osesp), ouviremos um número muito significativo de suas obras, nos mais variados formatos, oferecendo ao público um amplo espectro da impressionante produção de Beethoven.

 

CONFIRA A PROGRAMAÇÃO COMPLETA AQUI

 

FAÇA O DOWNLOAD DO LIVRO DA TEMPORADA AQUI

 

 

Na abertura da Temporada 2020, a monumental Missa Solemnis – para coro, orquestra e cantores solistas – será regida pelo maestro Thierry Fischer, marcando sua estreia como novo regente titular da Osesp. Ao longo do ano, Fischer dirigirá as Sinfonias de 1 a 8 – a Nona, com Marin Alsop, dará início ao ciclo Beethoven 250 no fim deste ano. Com grandes intérpretes, a Osesp fará os cinco Concertos Para Piano, o Concerto Para Violino, o Romance nº 2 e o Concerto Tríplice. Dentre as peças camerísticas, teremos a integral das 32 Sonatas Para Piano e os seis últimos Quartetos de Cordas.

 

Antoine Tamestit é o Artista em Residência. O violista francês se apresentará junto com o Quarteto Osesp, em recital solo e, claro, em concertos sinfônicos com a Orquestra. Em um deles, junto à violinista Isabelle Faust, fará a estreia mundial de obra encomendada ao australiano Brett Dean, compositor visitante desta Temporada. Dentre as encomendas e coencomendas, há ainda peças de João Guilherme Ripper, Nuno da Rocha, Paulo Costa Lima, Nailor Azevedo (“Proveta”) e Roberto Sierra. Em 2020, lembraremos o centenário de morte de Alberto Nepomuceno, cuja obra e atuação alicerçaram a criação de uma música essencialmente brasileira.

 

INGRESSOS COM VALORES REDUZIDOS EM ATÉ 17%

 

Em 2020, os valores de todos os ingressos terão reduções de 9% a 17% – se comparados aos preços de 2019. Desta forma, a Fundação Osesp deseja dar continuidade ao seu projeto de democratização da música. “As diversas formas de financiamento da cultura, sobretudo com a utilização da Lei Rouanet, levam-nos ao entendimento de que a prática de preços mais acessíveis é uma medida que reafirma nosso compromisso com todas as camadas da população”, diz Marcelo Lopes, diretor executivo da Fundação Osesp.

 

O diretor ressalta ainda que: “Essa redução visa a aproximar os preços de ingressos nos diferentes setores da Sala São Paulo. Em vez de uma política de descontos pontuais durante a temporada, a Fundação Osesp vai aplicar indistintamente esse benefício a todos os públicos, sejam compradores avulsos ou assinantes, promovendo maior equidade na distribuição dos benefícios. Como sempre, as assinaturas terão descontos adicionais e isenção de taxas de conveniência, além da possibilidade de utilização do banco de ingressos”.

 

Em breve traremos mais informações sobre os preços e datas para você assinar a Osesp.