Temporada Osesp: Série de Câmara
Cláudio Cruz por Alessandra Fratus
Sala São Paulo
São Paulo-SP
Brasil
24 jun 12 domingo 17h00
Orquestra de Câmara da Osesp
DOMINGO 24/JUN/2012 17h00
Entre R$ 54,00 e R$ 62,00
Orquestra de Câmara da Osesp
Cláudio Cruz regente
Toninho Ferragutti acordeão
Programa
Luigi BOCCHERINI
Quinteto, Op.30: nº 6 em Dó Maior - A Música Noturna das Estradas de Madri
Toninho FERRAGUTTI
Fantasia Para Acordeão e Cordas [encomenda da Osesp e estreia mundial]
Francesco DURANTE
Concerto Grosso nº 2 em Sol Menor
Domenico SCARLATTI
Sinfonia em Dó Maior
Francesco DURANTE
Concerto Grosso nº 1 em Fá Menor
Antonio VIVALDI
As Quatro Estações: Inverno

Programação sujeita a alterações.
Notas de Programa

Uma das modalidades artísticas mais apreciadas do século XVIII foi a música de programa, que buscava recriar eventos em linguagem sonora, como ocorre em duas peças do repertório de hoje: Inverno, das Quatro Estações — obra das mais conhecidas do Barroco —, e o quinteto para cordas Música Noturna Das Ruas de Madri, que depois de um período de ostracismo voltou a ser valorizado e aplaudido nas salas de concerto.

Música Noturna é uma das raras peças programáticas de Luigi Boccherini. Como bem expressa seu título, evoca a fervilhante vida noturna da capital espanhola. Abre com os sinos do entardecer e vai mesclando o movimento de entra e sai dos fiéis na igreja ao toque da Ave-Maria, à música dos mendigos cegos (na qual cabe aos violoncelistas a imitação do som da guitarra), à reza do terço, à algazarra dos cantores de rua e à mudança da guarda, de início percebida ao longe, e que gradualmente vai se aproximando do ouvinte.

Já a peça de Antonio Vivaldi, em sua ousada descrição do ciclo anual de mudanças climáticas, retrata de forma vívida e dramática as sensações provocadas por cada uma das estações da natureza. Comentando linha a linha um texto poético, essa obra foi uma das responsáveis pela redescoberta da música barroca no século XX. Inverno recorre à pintura tonal, incluindo vibrato áspero de arco, dinâmicas não sincronizadas, dissonâncias cortantes e sons que revivem o bater dos dentes ou as rajadas de vento e o gotejar da chuva, num efeito verdadeiramente arrepiante.


Aluno e sucessor de Alessandro Scarlatti no conservatório de Sant’Onofrio, Francesco Durante foi professor aclamado. De temperamento conservador e postura pouco flexível, dedicou-se à música sacra, na qual firmou sólida reputação. Com uma escrita que exibe clara influência do mestre, sua obra puramente instrumental destaca-se pelo aspecto grandioso e até mesmo litúrgico, sem abandonar o senso de drama e teatralidade que permeia a música de entretenimento da época.

Filho de Alessandro Scarlatti, durante décadas o mais importante compositor de Nápoles, Domenico Scarlatti começou sua trajetória artística escrevendo peças em formas musicais variadas, inclusive óperas e oratórios, seguindo os passos do pai, de quem se diferenciava, no entanto, por rejeitar as articulações necessárias para manter o prestígio do nome e assegurar um fluxo constante de encomendas. Reconhecido como compositor de talento fulgurante, passou a maior parte da vida na corte da filha do rei João V de Portugal, Maria Bárbara, com quem viajou para a Espanha, e para quem escreveu as sonatas que o tornaram célebre. A Sinfonia em Dó Maior demonstra sua genialidade para criar grandes gestos musicais com recursos extremamente econômicos, qualidade que viria a explorar ao máximo em sua escrita para teclado.
Laura Rónai é flautista, professora na UniRio e autora de Em Busca de um Mundo Perdido - Métodos de Flauta do Barroco ao Século XX (Topbooks, 2008).


A Fantasia Para Acordeão e Cordas foi composta na estrada, em hotéis e camarins, durante meses em que estive muito tomado por shows: o que poderia ter sido uma dificuldade acabou servindo de inspiração. Estive nos festejos juninos do Nordeste, onde o acordeão é a mola mestra; depois em teatros da Europa, onde há longa e diversificada tradição no uso do instrumento; e finalmente em turnê pelo Sul do Brasil, região em que o acordeão é também parte importante da cultura.

Nascido no interior de São Paulo, filho de imigrantes italianos, tive minha formação musical influenciada por essas escolas. Nesta Fantasia, espero ter podido mostrar um pouco das transformações por que têm passado as formas de tocar o instrumento no Brasil, uma síntese original de influências variadas.

Toninho Ferragutti




Programa
Luigi BOCCHERINI
La Musica Notturna delle Strade di Madrid
18 MIN

Toninho FERRAGUTTI
Fantasia Para Acordeão e Cordas [Encomenda Osesp. Estreia mundial]
18 MIN

Francesco DURANTE
Concerto Grosso nº 2 em Sol Menor
- Affetuoso Presto
- Largo Affetuoso
- Allegro
13 MIN

Domenico SCARLATTI
Sinfonia em Dó Maior, Op.4
4 MIN

Francesco DURANTE
Concerto Grosso nº 1 em Fá Menor
- Um Poco Andante
- Allegro
- Andante
- Amoroso
- Allegro
10 MIN

Antonio VIVALDI
As Quatro Estações: Inverno
8 MIN


LER +